Critério de avaliação quantitativo - S-2240

João Moacir Vieira Filho

João Moacir Vieira Filho Publicado 05/02/2019 


Ao parametrizar o sistema utilizado para elaboração / geração de PPRA, LTCAT e LIP e de envio de dados ao eSocial (SST) se faz necessário classificar agente(s) de risco conforme o código da Tabela 23, bem como seu critério de avaliação (qualitativa ou quantitativa). Ao classificar o critério de avaliação do agente TOLUENO me deparei com o seguinte questionamento: "qual critério utilizar, tendo em vista que a empresa ainda não quantificou o agente?"

Nesse caso, se classificar como critério qualitativo, o enquadramento da Insalubridade somente será possível se houver quantificação (data, técnica, valor da concentração). Se classificar como quantitativo, mas não realizar a avaliação, os dados obrigatórios  - data, técnica, valor da concentração - não serão enviados ao eSocial, podendo resultar em inconformidade.

Na opinião de vocês, o que deve ser feito: cadastra-se o agente com critério qualitativo e recomenda a quantificação ou registra como quantitativo, mesmo não havendo resultado, por falta da quantificação?


 

Voltar ao topo